Interlab - Distribuidora de Produtos Científicos LTDA

Notícias

Meu Primeiro Dia De 2013

Data: 18/01/2013

Meu primeiro dia de 2013
Sofia e Samantha (Projeto GAP)

No primeiro dia de janeiro de 2013 fui escalado para várias tarefas relacionadas com o cuidado dos chimpanzés no Santuário do GAP em Sorocaba, entre elas alimentar as três bebês chimpanzés, filhas de Samantha e Guga, que criamos desde seu nascimento.

Sofia de quase 4 anos, Sara de quase 3 e Suzi de 1 ano e meio vivem com a mãe biológica e o pai adotivo, Jimmy, que veio do zoológico de Niterói.

Temos que preparar duas rodadas de mamadeiras por dia para alimentá-las: a primeira bem cedo, às 7h, e a segunda próximo das 15h. Não é a minha tarefa regular, visto que a mesma é feita pelas tratadoras, que já estão acostumadas a fazê-las. Porém, como no dia 1° de janeiro eu era o único "funcionário" do Santuário, após às 10h da manhã eu tive então que fazê-las.

Quando fui alimentar Jimmy, que tentou comer separado para que as bebês o deixassem tranquilo, presenciei um ato de Sofia batendo forte nas costas de sua irmã Suzi. Uma batida dessas que até senti na alma. Aí falei duro com Sofia, ela percebeu que eu estava muito irritado com o que ela tinha feito. Também falei com a mãe Samantha, para que não permitisse mais isso.

Como numa família humana, entre mãe e filhas existem suas preferências e diferenças. Sofia adora a sua mãe e aprendeu a curtir sua presença. Quando lhe devolvemos Suzi, meses atrás, Samantha ficou fascinada com ela e lhe deu uma clara preferência. Sara se sente rejeitada pela mãe e tem até um pouco de medo dela, refugiando-se com o pai adotivo, Jimmy, que lhe dá proteção e preferência.

Sofia está começando a ter ciume da preferência da mãe pela Suzi e às vezes a trata com rigor exagerado. Samantha no início a protegia, mas nos últimos tempos deixa tudo acontecer. Jimmy é quem sai em defesa de Suzi e Sara quando Sofia extrapola, mas ele sabe fazer esse papel com delicadeza e classe.

Quando fui levar as mamadeiras da tarde, Sara e Suzi mamaram sem problemas, mas Sofia não veio após o meu chamado. Ela e Samantha estavam dentro da parte aberta do recinto, numa das plataformas de dois andares que lá existem. Optei por entrar com ambas, para dar as mamadeiras lá. Entrei, subi no primeiro andar, Sofia fingia que não me escutava e Samantha o mesmo. Não queriam descer, estavam evidentemente envergonhadas comigo, quando lhes reclamei de sua atitude com a Suzi.

Então tentei usar a psicologia. Sentei lá com as mamadeiras entre as pernas e fingi que estava chorando. Ai ela entendeu que eu não estava bravo com ela e queria que ela viesse a mim. Ela desceu, me abraçou e começou a tomar o leite. Samantha também desceu e me pediu para segurar a mamadeira de leite que Sofia tomava. Deixei que ela o fizesse. Quando Sofia terminou com as duas mamadeiras, ainda sobrava uma, que Samantha pediu e tomou rapidamente.

Como muitos já sabem, Samantha teve três bebês e não amamentou nenhum. Suzi, a caçula, nasceu quando eu e Sofia estávamos presentes. Samantha não as colocou em seu peito após o nascimento, sente aflição de fazer isso e a estimulação do recém-nascido não acontece, por isso o leite não aparece. Terminamos pegando suas filhas e criando-as até um pouco mais de 1 ano de idade, depois devolvemos para Samantha, que as aceita sem problemas e começa a fazer o papel de mãe.

A experiência extraordinária que eu tive no primeiro dia de 2013 começou nas 12 horas que durou o meu dia no Santuário e me permitiu ser testemunha de como são parecidas as relações entre mãe, filhas e pai adotivo entre si, incluindo a mim, que me sinto um pai tanto de Samantha como de suas filhas.

Talvez 2013 nos reserve conquistas importantes em nossa luta pelo reconhecimento da personalidade humana dos Homo (Pan) troglodytes e consigamos garantir seus direitos básicos em nossas sociedades. Este pequeno exemplo que aqui relatei assinala com clareza como somos tão iguais e a contradição que significa tratá-los como seres inferiores e longe de nossa toda poderosa espécie.

Dr. Pedro A. Ynterian
Presidente, Projeto GAP Internacional


Notícia relacionada (com galeria de fotos):
http://www.projetogap.org.br/pt-BR/curiosidade.info/Show/4512,samantha-aprendendo-a-ser-mae

Fonte: www.projetogap.org.br

Voltar para listagem de notícias